Publicado em Uncategorized

Elogio à Amizade

Elogio à Amizade

 

 

My best friend

 

 

Procura-se um amigo: Não precisa ser homem ou mulher, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração, que tenha ressonâncias humanas e que seu principal objetivo deva ser a amizade.


Procura-se um amigo que possa gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir.
Que possa sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários e que possa gostar de poesia, de madrugada, dos pássaros, do dia e da noite, do cantar, das canções das brisas, das cores dos recifes e dos peixinhos nos corais.

 

Procura-se um amigo que queira aprender sobre o amor-próprio, compartilhar o amor, ter um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor e que saiba amadurecê-lo quando necessário.

 

Procura-se um amigo que deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar. Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos podem já ter sidos enganados e que não sejam enganadores de si mesmos.

 

Procura-se um amigo, não é necessário que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa.

Procura-se um amigo que possa ou não gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba e queira conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância.

 

Procura-se um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Que possa apreciar ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

 

Procura-se um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela apenas, mas porque já se tem um amigo e saiba que há maiores elementos que nos unirão do que obstáculos que infrutífero tentarão separar-nos.

 

Procura-se um amigo, que esteja disponível para lembrar das datas festivas ou tristes, que saiba que em cada estação: “Verão, outono, inverno ou primavera” haverá sempre um lindo presente a ser compartilhado com alegria; que saiba que os 365 dias serão contados a cada segundo com grande entusiasmo para obter um simples alô.

 

Procura-se um amigo, que saiba que simplesmente a dádiva de um chocolate, um perfume, uma rosa, uma canção, uma foto, uma poesia, um amanhecer ou alvorecer, o voar de uma gaivota e a beleza de um beija-flor, um sorriso são sempre oferecidos, trocados, compartilhados com eterna alegria e não são os valores, mas o que representarão ao passar dos dias, anos, décadas e que sejam sempre ardentes as lembras enquanto há vida.

 

Procura-se um amigo que me arranque de casa quando eu insistir em isolar-me, que me ajude a tomar decisões difíceis, mas inevitáveis e que acreditem mais em mim do que eu próprio, que busquem algumas respostas comigo e que saibam dizer também com humildade te ajudarei.

 

Fazem-me sentir que tudo vale a pena mesmo nos momentos de maior desânimo moral.

 

Procura-se um amigo para curar o chorar, para parar de sentir raiva da solidão. Para não se viver debruçado no passado em busca de fantasias e perdidas memórias, que possamos comungar e dividirmos as nossas alegrias e tristezas, desgostos e frustrações.

 

Procura-se um amigo para queixarmos-nos tantas e tantas vezes, e sermos compreendidos e aconselhados de “amores” que nos enclausuram… “Que nos batam nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chamem de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive”.

 

Procura-se um amigo que saiba que a amizade não é permeável a elementos externos, como a distância, a ausência, a amizade é compreensiva, não necessita ser falada, existe, está presente quando necessária e que não desdenha de perguntas…

 

Procura-se um amigo a quem eu agradecerei os sorrisos, as gargalhadas, as lágrimas, as conversas pela noite fora, filme de terror ou romance, os jantares, a casa aonde iremos nos refugiar, as confidências, as brincadeiras, os trocadilhos à volta de sexo, às memórias, liberdade, uma pipoca ou um pudim, um bolo feitos em última hora.

 

Procura-se um amigo que saiba que a amizade é como o perfume que emana de uma flor viçosa e bonita. A amizade está sempre presente na nossa vida, sem forma, sem cheiro, sem cor… Apenas com o sentir como a energia do sol ou da lua.

 

Procura-se um amigo o que saiba que a amizade é a pedra angular da vida, o “lugar” onde podemos ser nós mesmos sem representações e mesmo quando atingimos o nosso melhor estágio, tenhamos o gosto de repetir tudo de novo. No entanto, neste turbilhão das atividades diárias, é vulgar deixarmos de lado este dom inestimável.

 

Mantenhas mais ou menos o contato com os teus amigos, se a amizade for verdadeira ela não desvanecerá; ela é sólida, e sólida porque sólidas foram as bases em foram edificadas. É um processo lento, moroso e desgastante por vezes. Que não tenha medo de crescer lentamente a amizade, mas que tenha medo de estagná-la.

 

Há quem diga que os amigos são a famílias que nos é permitido escolher e não andam longe da verdade. Os amigos são sem dúvida os nossos maiores tesouros. Diz-se que para fazer um amigo basta piscar um olho, para mantê-lo temos de muitas vezes de fechar os dois.

 

Não te importes se a tua amizade é grande ou pequena, alta ou baixa, quadrada ou redonda, acidentada ou plana, pois a amizade é de todos os tamanhos e formas e cores que se pode imaginar.

 

Valoriza-te a ti mesmo se queres ser um bom amigo e saiba que continuamos aprendendo a sê-lo em todas as suas nuances ao passar dos anos os valores das desculpas, agradecimentos, erros e acertos.

 

Então, vamos lá! Fica de pé comigo neste caminhar, não desista, aventura-te neste maravilhoso e longo caminho da amizade com recheios doces e salgados.

 

“Lembre-se: a distancia mais curta entre dois amigos é um sorriso, eu deixo-vos aqui o meu elogio à amizade…”.

 

Procura-se um amigo.

CHRISTIAN ZINSLI

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s